Virtual Library

Research and scientific papers

We prepared this virtual library with the objective of expanding the dissemination of knowledge on various subjects related to the territory of the Geopark Caminhos dos Cânions do Sul.

Here you will find excellent academic works, scientific research and special publications. The documents gather qualified information prepared by experts on topics such as geodiversity, biodiversity, anthropology, archeology, paleontology, education, history, culture, traditional peoples and communities, among others.

Good reading!

Minidicionário Ilustrado MBYA GUARANI

Um projeto de extensão realizado pelo Câmpus Araranguá do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) desenvolveu, em parceria com a comunidade indígena Nhu-Porã, de Torres (RS), um minidicionário Mbya Guarani – Português.

A publicação é fruto dos projetos de extensão e de pesquisa intitulados “Minidicionário Ilustrado Guarani-Português” e e “Glossário Indígena guarani/português: uma proposta de preservação e divulgação da arte e cultura guarani”, desenvolvidos pelo Câmpus Araranguá do IFSC e pelo Laboratório de Experimentação Remota (RExLab), do Câmpus Araranguá da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Os projetos foram financiados por dois editais do IFSC.

Palavra chave: comunidade indígena, Nhu-Porã

Assessing the economic impact caused by South American sea lions based on onboard check versus fishermen’s perception: The two sides of the same coin

Conflicts with fisheries are the major threat to South American sea lions (Otaria flavescens). The understanding of the gap between perceived economic impact by the fishermen and actual impact on the activity is crucial to avoid retaliations to the species. This is the first study conducted in Brazil that simultaneously assessed these both aspects of this complex issue. To assess the fisheries economic revenue and economic loss caused by sea lions, we conducted 58 onboard surveys between 2011 and 2012, covering 161 fishing operations. To assess socio-economic characteristics, perceptions of economic loss caused by the sea lions, and temporal changes in the fishing activity, we interviewed one hundred fishermen. Onboard observations indicated that sea lions interact with fishing boats throughout the year.

The human dimension of the conflict between fishermen and South American sea lions in southern Brazil

We analysed the fishermen’s perceptions on the South American sea lions (Otaria flavescens) and its interactions with the local fishery close to the Wildlife Refuge of Ilha dos Lobos, a marine protected area in southern Brazil. Sea lions prey upon the same resources targeted by the fishermen. They repeatedly hunt on the nets and consequently damage them. In response, fishermen persecute sea lions. However, in conflicts with high-profile animals, the perceived damage often exceeds the actual evidence.

Keywords Human–wildlife conflict Fishing interaction Fishermen’s perception Fishermen’s attitude Otaria flavescens

Análise de Percepção para o Planejamento do Uso Público do REVIS Ilha dos Lobos: Identificando Características do Turismo Local por Meio das Redes Sociais

O uso público pode ser caracterizado como a forma de utilização das Unidades de Conservação pelos seus visitantes mediada por sua gestão, a qual buscará conciliar essas práticas com os objetivos de conservação. O crescimento do turismo em áreas naturais demanda o estabelecimento de parâmetros mais precisos em relação às diferentes práticas. Assim, dentre os estudos sobre o planejamento do turismo em unidades de conservação, o Rol de Oportunidades de Visitação em Unidades de Conservação pode se apresentar como uma ferramenta complementar à construção do Plano de Uso Público, sendo utilizado para, por exemplo, avaliar o perfil de uso público. Com isso, o presente trabalho buscou iniciar a primeira etapa de caracterização geral do uso público do Refúgio de Vida Silvestre da Ilha dos Lobos e seu entorno, proposto pela ferramenta citada.

Palavras-chave: Rovuc; unidades de conservação; visitação

A origem geológica das formações de Torres – RS

Descreve as formações rochosas em Torres – RS e como ocorreu sua gênese.

Conhecimento Ecológico Local (CEL) na Avaliação do Estado de Conservação de Espécies de Interesse Socioeconômico: Integrando Saberes na Gestão do REVIS Ilha dos Lobos

A avaliação do estado de conservação de espécies da fauna brasileira, atribuição do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), tem representado um esforço imenso e qualificado, agregando centenas de pesquisadores de diferentes instituições. Entretanto, neste processo, ainda é um desafio o envolvimento do conhecimento ecológico local (CEL) de usuários das espécies, o que tende a possibilitar tanto um arcabouço maior de informações para a avaliação quanto a ampliação da articulação social e institucional para a conservação. Essas possibilidades também são almejadas para a gestão participativa de unidades de conservação (UCs), visando maior eficiência e eficácia de suas metas em suas regiões de influência. Neste trabalho, relata-se a aplicação de uma metodologia que pode ser útil nestes dois escopos – no processo de avaliação do estado de conservação de espécies da fauna e na gestão de UCs.

Palavras-chave: Conhecimento ecológico local; avaliação do estado de conservação de espécies; gestão participativa de unidades de conservação; risco de extinção

O Turismo Embarcado no Refúgio de Vida Silvestre da Ilha dos Lobos, Sul do Brasil: Estado Atual e Perspectivas Futuras

A visitação pública em áreas marinhas protegidas no Brasil tem aumentado de forma expressiva nas últimas décadas. Contudo, para que as atividades de visitação possam ter resultados positivos em termos de sensibilização ambiental e conservação da biodiversidade, é necessário que seja seguida uma série de princípios e diretrizes diretamente ligados ao turismo sustentável. Diante
desse contexto, o objetivo do estudo foi caracterizar o turismo embarcado no Refúgio de Vida Silvestre (REVIS) da Ilha dos Lobos, no sul do Brasil, e descrever a percepção e o conhecimento dos turistas sobre esta atividade e a unidade de conservação. Para tanto, foram acompanhados 36 passeios turísticos entre 2016 e 2018, durante os quais 109 turistas foram entrevistados.

AVALIAÇÃO QUANTITATIVA DE GEOMORFOSSÍTIOS NO GEOPARQUE CAMINHOS DOS CÂNIONS DO SUL – SC/RS

No território do Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul, o mosaico da geodiversidade é composto por sítios de diversos interesses, como geológico, paleogeográfico e geomorfológico. O propósito do presente trabalho é avaliar quantitativamente geomorfossítios
no território do GCCS, através de metodologia que preconiza o uso do Valor Científico que é estabelecido a partir de critérios como raridade, integridade, representatividade e valor paleogeográfico. Para tal, foram selecionados ao menos um geossítio de interesse
geomorfológico de cada unidade geomorfológica presente no GCCS, sendo eles: turfeira confinada do Planalto dos Campos Gerais, Cachoeira da Cortina na Escarpa da Serra Geral, Morro Itaimbé nos Patamares da Serra Geral, contato entre depósito coluvial e aluvial, terraço fluvial, ambos localizados na Planície Colúvio-aluvionar e dunas de Itapeva na Planície Costeira.

PALAVRAS-CHAVE: Geossítio; inventário; patrimônio geomorfológico.

SUSCETIBILIDADE À OCORRÊNCIA DE ENXURRADAS NO GEOPARQUE CAMINHO DOS CÂNIONS DO SUL (RS/SC)

Diversos estudos têm apontado a forte relação entre os parâmetros morfométricos e a deflagração de processos hidrogeomorfológicos. No Geoparque Caminhos dos Cânions do Sul – GCCS (RS/SC) os geossítios abrangidos são periodicamente palco de eventos hidrogeomorfológicos de grande magnitude e, tendo em vista sua súbita ocorrência e difícil previsibilidade, as enxurradas são um dos processos que resultam em maior perigo aos visitantes. Dessa forma, este trabalho busca analisar, através da morfometria, a suscetibilidade ao desenvolvimento de enxurradas no território do GCCS, com vistas a contribuir para a visitação segura dos geossítios e futuros planos preventivos de redução de riscos. A avaliação da suscetibilidade foi realizada a partir da geração de 13 parâmetros morfométricos para 25 bacias de drenagens, com o intuito de hierarquizá-las através de sua
suscetibilidade. Além disso, o resultado da suscetibilidade das bacias foi confrontado com o registro de ocorrências de enxurradas e com a localização dos geossítios, demonstrando uma elevada suscetibilidade para grande parte das bacias do GCCS que, em sua maioria, possuem geossítios localizados em sua área de drenagem.

PALAVRAS-CHAVE: Processos hidrogeomorfológicos; Morfometria; Geossítios.

INFLUÊNCIA DA ÁREA DE CONTRIBUIÇÃO NO PLANALTO EM BACIAS HIDROGRÁFICAS EM ESCARPAMENTOS DE MARGENS PASSIVA: IMPLICAÇÕES PARA ANÁLISE DA SUSCETIBILIDADE A CORRIDAS DE DETRITOS

No Brasil, a ocorrência de corridas de detritos é típica dos escarpamentos de margem passiva, que possuem sua evolução intimamente relacionada às capturas fluviais. Estas, ao promoveram o recuo e a dissecação das escarpas, alteram a morfologia e a dinâmica fluvial das bacias hidrográficas, refletindo diretamente em suas características morfométricas. Dessa forma, este trabalho possui como objetivo comparar a suscetibilidade a corridas de detritos de 59 bacias, com e sem a área de captura no planalto, localizadas no Geoparque Caminho dos Cânions do Sul (SC/RS), através de um método semi-quantitativo baseado na utilização de parâmetros morfométricos. Os resultados apontam para a importância das capturas fluviais na dinâmica do relevo e a elevada suscetibilidade de grande parte das bacias analisadas, indicando resultados mais confiáveis quando consideradas as bacias sem a área de drenagem no planalto.

Palavras-chave: Processos hidrogeomorfológicos; Morfometria; Capturas fluviais.

Research and scientific papers

en_USEnglish