Georroteiros

Um destino. Muitas experiências.

O Geoparque Cânions do Sul contempla destinos cheios de encantos, em localidades ímpares, cada uma com sua peculiaridade, proporcionando diversas experiências dentro de um único roteiro. Um território repleto de atrativos unindo patrimônio natural e cultural.
Muito mais do que uma viagem de aventura, fé, gastronomia, sensações e descobertas: convidamos você a viver experiências que ficarão gravadas na sua memória.

O que é um Georroteiro?

É um roteiro turístico que divulga e promove, de modo sustentável, áreas que tenham formações geológicas como principais atrativos.

O Georroteiro tem como principais objetivos:

  • A interação entre a comunidade local e o visitante;
  • Promover o conhecimento sobre a geodiversidade existente nos locais;
  • Valorizar o patrimônio natural e cultural;
  • Fomentar a economia local já existente, como também a abertura de novos empreendimentos gerando renda para as comunidades;
  • Firmar a vocação turística local, criando uma identidade turística.

Os geossítios do Geoparque Cânions do Sul compreendem os lugares mais representativos da geodiversidade regional de reconhecido valor científico, educativo e turístico.

0 Georroteiro

Gastronomia

Praias

Contemplação

Vida Noturna

Torres - RS

O Georroteiro começa por Torres, cidade com aproximadamente 35 mil habitantes, localizada no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, conhecida internacionalmente por suas belezas naturais e pelo Festival Internacional de Balonismo. Torres possui excelente infraestrutura como hotéis, bares, restaurantes, comércio e agências de turismo.

Atendimento ao Turista

Casa do Turista
Av. Barão do Rio Branco, 315 – Centro
Telefone: (51) 3626.9150 Ramal 710

1º dia - Parque Estadual da Guarita

Saída em direção ao Parque Estadual da Guarita, onde está o primeiro geossítio do roteiro. Lá, é possível visualizar arenitos da formação Botucatu, com estruturas do antigo deserto, e também peperitos formados pela interação das areias do antigo deserto e dos derrames vulcânicos. Rochas basálticas da formação Serra Geral, de origem vulcânica referente à separação dos continentes, são banhadas pelo mar e tornam a paisagem singular.

Dentro do Parque, acompanhado pelo guia, você poderá fazer trilhas de intensidade média e ouvir peculiaridades locais. Visitando a Torre Sul, com subida leve por escadarias, é possível visualizar a Praia da Itapeva, a Praia da Guarita e a Torre da Guarita (onde não é possível subir). Na Torre Norte, existem várias trilhas até a Praia da Cal.

As trilhas são moderadas, mas com muitas subidas e descidas, terminando o dia com um delicioso banho de mar.

À noite, a melhor opção é desfrutar um jantar na rota gastronômica junto ao Rio Mampituba, com excelentes opções de restaurantes que tem frutos do mar como especialidade ou em pubs da cidade.

2º dia - Parque Estadual da Itapeva

Dia de visitação ao segundo geossítio do roteiro: o Parque Estadual da Itapeva, localizado a 10 km do centro da cidade. Esta visitação precisa ser agendada previamente através do telefone +55 51 3626 3561. Visita somente com guia.

A Unidade de Conservação possui uma rica biodiversidade. No Parque, existem deposições de sedimentos arenosos quaternários, originados pela ação dos ventos na zona costeira.

Trilha de intensidade leve.

Neste passeio, é possível observar todo o Bioma da Mata Atlântica, flora, fauna, dunas e, ao final, o mar.

Almoço no centro da cidade. Tarde livre para passeio.

Contemplação

Aventura

Mampituba - RS

Saída em direção ao município de Mampituba ainda no Estado do Rio Grande do Sul, a 42 km de Torres. Lugar de povo acolhedor, característica de todos os municípios do nosso roteiro.
Conhecida como a Cidade dos Vales e das Cascatas, este destino reserva experiências de belezas naturais e de fé.

Atendimento ao Turista

Secretaria Municipal De Turismo De Mampituba
Av. Herculano Lopes, 220 – Centro
Telefones: (51) 3615 2024     (51) 3615 2111

3º dia - Santuário de Nossa Senhora Aparecida

Chegada em Mampituba. Ao entrar na cidade, deve-se procurar um guia.

Hoje, é dia de planejar os passeios, porque algumas atividades precisam de agendamento prévio, como um gostoso café colonial, almoço ou, até mesmo, um jantar.

Manhã livre e almoço no centro da cidade. À tarde, saída em direção à Vila Brocca, para visitação ao Geossítio Santuário de Nossa Senhora Aparecida.

Trilha com escadarias e passarelas, em escalada, com intensidade alta. Durante a subida, observa-se o arenito Botucatu, litofácies de arenito com estratificação cruzada.

No Santuário, entregue-se a um momento de fé e contemplação. Do mirante final, avista-se os cânions da Serra Geral, Rio Mampituba e os vales do Rio de Dentro e Pedra Branca, paisagens de belezas indescritíveis.

No final da tarde, a opção é repor as energias com um delicioso café colonial.

4º dia - Cachoeira dos Borges

Os caminhos levam ao Geossítio Cachoeira dos Borges.

Trilha de intensidade média por mata e cenário que convida a contemplar a flora e a fauna. No final, uma cachoeira deslumbrante e afloramento de litofácies de basalto tabular, base de derrame, que torna a paisagem de relevância geológica.

O tempo estimado do passeio é de 4 horas com parada para descanso e banho de cachoeira.

Almoço no restaurante. A entrada na cachoeira deve ser agendada previamente.

Depois do almoço, a melhor opção é visitar o Museu da Estância, onde se pode ouvir música e “causos” locais.

À tarde, o passeio termina com café típico da região.

Gastronomia

Contemplação

Ecoturismo

Aventura

Praia Grande - SC

Praia Grande pertence ao Estado de Santa Catarina. Conhecida como a Capital dos Cânions, conta com toda infraestrutura turística, hotéis, pousadas, restaurantes e bares.
O primeiro lugar a visitar é o CAT – Centro de Atendimento ao Turista. Lá, você pode contratar um guia e programar a visita aos dois geossítios.

Atendimento ao Turista

CAT – Centro de Atendimento ao Turista
Rua Irineu Bornhausen, 320 – Centro
Telefone: (48) 3532 1425

5º dia - Cânion Malacara

Chegada em Praia Grande. Já pela manhã, saída em direção à Trilha do Geossítio Cânion Malacara, onde avistaremos o Rio Malacara encaixado em fraturas de rochas basálticas da Formação Serra Geral e depósitos de blocos e seixos. Este cânion está localizado dentro do Parque Nacional da Serra Geral.

Trilha considerada de nível médio, com uma hora e meia de caminhada, trajeto feito pela encosta do Rio. Ao final, piscinas de águas cristalinas.

Almoço na comunidade local.

Tarde livre para passeio à cavalo, por antigas e históricas trilhas dos tropeiros, fazendo a ligação entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Contornando precipícios e cânions, o cenário é deslumbrante.

No final do dia, livre para compras e jantar típico da região.

6º dia - Rio do Boi

A saída deve ser bem cedinho, por volta das 8 horas da manhã, em direção ao Geossítio Rio do Boi, pois a trilha é fechada no período da tarde. Lá, avista-se o Rio encaixado em fraturas de rochas basálticas da Formação Serra Geral e depósitos de blocos e seixos.

Conhecer o Cânion Itaimbezinho por dentro é uma aventura com duração de um dia.

A trilha acontece dentro da mata fechada e pelo leito do rio, apreciando todos os seus encantos e conhecendo nossa flora e fauna. Ida e volta com parada para lanche e tempo para desfrutar as paisagens leva pelo menos 8 horas.

Para este passeio, deve-se contratar um condutor local no centro da cidade, que estará preparado para fazer com que seu dia seja inesquecível.

No final da tarde, quando você já estiver de volta à cidade, a opção é jantar em restaurantes ou pizzarias.

Gastronomia

Contemplação

Ecoturismo

Aventura

Cambará do Sul - RS

Uma das cidades mais geladas do Brasil, apresentando o verdadeiro clima do Sul do País. Rica em sua gastronomia, de povo acolhedor, completa infraestrutura turística, recebe turistas o ano todo, principalmente pela importância de seus dois geossítios, ambos de relevância internacional: os cânions Fortaleza e Itaimbezinho. Chegando na cidade, procure uma das agências localizadas no centro do município ou o Centro de Atendimento ao Turista.

Atendimento ao Turista

Casa do Turista
Endereço: Avenida Getúlio Vargas, 1720
Telefone: (54) 3251 1557

7º dia - Cambará do Sul

Chegada em Cambará do Sul e almoço no centro da cidade.

Tarde livre para seu planejamento de viagem.

Sugerimos visita ao centro e desfrutar a gastronomia local.

8º dia - Cânion Fortaleza

Saída, devidamente acompanhada pelo seu guia, em direção ao Geossítio Cânion Fortaleza, encaixado em fraturas de rochas basálticas da Formação Serra Geral, onde derrames vulcânicos podem ser observados.

A saída deve ser sempre pela manhã, pois à tarde, a visibilidade pode ficar comprometida em virtude do clima.

Este geossítio impressiona pelo seu tamanho e também por ser um dos mais belos. A paisagem geológica lembra uma fortaleza, por isso, o nome do Cânion.

Dentro do Parque, o visitante poderá fazer inúmeros passeios como a Trilha do Mirante, com intensidade média e duração de aproximadamente 1 hora e 30 minutos de passeio por lindas paisagens podendo avistar até mesmo o Litoral Gaúcho.

A Trilha Cachoeira do Tigre Preto é um pouco mais intensa, um percurso de 3 km passando por dentro de uma cachoeira. Após a parada para o lanche, segue-se em busca de mais uma aventura: a trilha da Pedra do Segredo, umas das paisagens mais fotografadas dos cânions, um bloco monolítico de 5 metros de altura pesando aproximadamente 30 toneladas, que está equilibrada em uma base de somente 50 cm.

Final do dia livre para descanso. Para jantar, excelentes restaurantes típicos com comida tropeira e pubs.

9º dia - Cânion do Itaimbezinho

Saída bem cedinho em direção ao Itaimbezinho, cânion encaixado em fraturas de rochas basálticas da Formação Serra Geral, onde os derrames vulcânicos podem ser facilmente observados. É um dos cenários mais belos do roteiro.

Nesta experiência incrível dentro do Parque dos Aparados da Serra, o guia conduzirá você por duas trilhas distintas: a primeira, a Trilha do Vértice, com caminhada leve cerca de 45 minutos, com mirantes no trajeto.

No primeiro mirante, é possível ver a Cascata das Andorinhas. No segundo, a cascata Véu de Noiva. No terceiro mirante, as duas cascatas.

Ao final do percurso, parada para lanche.

A aventura continua com a Trilha do Cotovelo, a trilha mais extensa e de nível médio. São 6,3 km, passando pela borda dos cânions e chegando ao mirante onde se avista os paredões do Itaimbezinho, com Rio do Boi no meio.

À tarde, retorno à cidade.

Vivência Rural

Ecoturismo

Aventura

Jacinto Machado - SC

Jacinto Machado é uma cidade simpática e surpreendente, que lhe aguarda com paisagens únicas. Os geossítios deste roteiro foram escolhidos para encantar qualquer pessoa.​

Atendimento ao Turista

Prefeitura de Jacinto Machado
Rua Pool Jorge Zacca, 75 – Centro
Telefones: (48) 3535 1133     (48) 3535.1437

10º dia - Morro do Carasal

No centro da cidade, você deve entrar em contato com condutores para programar sua viagem e agendar a visitação aos geossítios.

A alimentação também deve ser programada antecipadamente.

Ainda pela manhã, saída em direção à comunidade do Engenho Velho, onde fica o Geossítio Morro do Carasal, marcado por ocorrências de rochas ácidas (riolitos) com texturas de fluxo das lavas.

A trilha é considerada de nível médio, mas íngreme, com duração de 7 km ida e volta.

O topo do Morro proporciona vista 360º da região, incluindo Serra, Litoral, os paredões do Cânion Fortaleza.

Um cenário espetacular nesta vista capaz de tirar o fôlego de qualquer visitante.

Ao final da programação, um café típico da região.

11º dia - Trilha do Tigre Preto

Com acompanhamento de guia, o destino é a comunidade Costão da Pedra em direção à Trilha do Tigre Preto.

Percorrendo o interior do Cânion Fortaleza, a trilha de média intensidade tem duração de um dia e total de 10 km (ida e volta), uma trilha longa, mas com belezas encantadoras.

Caminhando por matas intocadas e pelo leito do rio, teremos a chance de banho em piscinas naturais, uma experiência incrível junto à natureza.

Quanto à relevância geológica, são observados encaixes em fraturas de rochas basálticas da Serra Geral e derrames vulcânicos.

Contemplação

Ecoturismo

Aventura

Timbé do Sul - SC​

Timbé do Sul é cheia de belezas que convidam todos a se aventurar, conhecida como a Capital Catarinense das Montanhas e Águas Cristalinas. Já no centro da cidade, é possível contratar um condutor local para conhecer os dois principais geossítios: o Portal do Palmiro e a Cachoeira da Cortina. Os dois locais podem ser visitados no mesmo dia.

Atendimento ao Turista

Rua Pref. Aristides José Bom, 215
Telefone: (48) 3536 1133

12º dia - Cachoeira da Cortina

Pela manhã, saída em direção à comunidade da Rocinha, onde se localiza o Geossítio Cachoeira da Cortina.

A trilha até a Cachoeira é de nível fácil com muitos animais silvestres e mata densa.

Cenário para fotografias perfeitas, com paredões de rocha basáltica e depósitos fluviais, onde os turistas podem observar claramente os diferentes períodos geológicos de derramamento de lava vulcânica. Na base da Cachoeira, existe uma piscina natural.

Após a trilha, retorno para almoço.

À tarde, o roteiro segue em direção ao Geossítio Portal do Palmiro, com uma trilha considerada de alto grau de dificuldade e realizada somente com acompanhamento de guias.

Na caminhada que dura aproximadamente três horas, o turista vai ter a oportunidade de vislumbrar três cachoeiras de águas cristalinas: a das Bromélias, a da Begônia e a da Grota do Macuco.

O ponto alto da aventura é a visita a uma paleotoca com diversas rupestres, abrigo de animais pré-históricos, escavada no arenito Botucatu.

Depois de um dia com muitas caminhadas, nada melhor do que um banho nas piscinas naturais do Rio Rocinha.

Contemplação

Descobertas

Gastronomia

Aventura

Morro Grande - SC​

Nosso Georroteiro termina com chave de ouro nesta cidade de povo hospitaleiro e com os olhos no futuro. Em Morro Grande, o que não faltam são belezas naturais, que guardam grandes descobertas. Aqui, o turista vai se encantar com as grandiosas e surpreendentes paleotocas e com a Cachoeira do Bizungo.

Atendimento ao Turista

Prefeitura de Morro Grande
Rua Irmãos Biff, 50 – Centro
Telefone: (48) 3544 0015

13º dia - Paleotocas

Chegando na cidade, logo no centro, faça contato com um condutor local e agende sua visita para a tarde.

Aproveite para almoçar no centro da cidade.

Após o almoço, partida para a comunidade de Três Barras.

A atividade começa com trilha de dificuldade leve em direção às populares Furnas dos Índios Xoclengs. Essas estruturas são paleotocas que foram escavadas por animais mamíferos gigantes da Mega Fauna.

Nos mais de 140 metros de galerias subterrâneas, encontramos marcas das garras destes animais, retrato único de mais de 10 mil anos. Tempos mais tarde, essas mesmas estruturas teriam sido utilizadas como abrigo por Índios Xoclengs que viveram na região.

O dia termina com parada para o lanche e contemplação com vista para a serra.

14º dia - Cachoeira do Bizungo

O dia começa em direção à comunidade de Três Barras, onde encontra-se nosso segundo Geossítio Cachoeira do Bizungo.

Esta trilha é considerada de grau médio.

Percorrendo a mata, na encosta do Rio, nos leva até o final na Cachoeira com altura de 110 metros, onde se visualiza o afloramento da Formação Rio do Rastro, sobreposta diretamente por basaltos da Formação Serra Geral e discordância cronológica.

Nas águas limpas, um delicioso banho de cachoeira convida ao descanso.